sáb. abr 13th, 2024
0 0
Read Time2 Minute, 3 Second

O povo preto perde uma das suas grandes referências na Tv,Glória Maria foi a primeira Antirracista da Televisão Brasileira. Por Israel Moreira

Ao noticiar a morte da Glória Maria no dia 2 de fevereiro de manhã, Ana Paula Araújo, apresentadora do Bom Dia Brasil, periódico matinal da TV Globo, talvez não imaginasse que aquela última notícia do dia, seria uma avalanche de emoção com os quem a ouvia ou a assistiam. 

Glória, foi inspiração de milhares de mulheres negras brasileiras por décadas, pois era ela, quem sempre esteve presente nos lares, levando a informação ou até mesmo, entretenimento à cada matéria realizada. Fora mais de 50 anos de TV Globo, a sua estreia em 1971 cobrindo a queda do viaduto Paulo de Frontin no Rio, foi sua carta de apresentação e o que mudaria o jornalismo para todo o sempre. 

A presença de uma mulher negra, de origem pobre, estrelar nos telejornais da década de 70, na já maior emissora de tv do país, era algo surreal de se imaginar, mas foi real. Era ela, a pioneira entre vários aspectos e narrativas sociais e de classe, que assumiria o microfone tão poderoso como fora e ainda o é, no maior grupo de comunicação do Brasil. 

A sociedade brasileira não perdoa os negros que ultrapassam os limites da marginalidade, e muito menos, compreendem a possibilidade de sucesso que nós podemos alcançar. Glória Maria, atropelou, passou por cima desse nefasto projeto político de nação, da qual negros e negras não fazem parte dos lucros e benfeitorias existentes no capitalismo, pois o que foi e ainda são oferecidos a população preta e parda, como a miséria, a pobreza, a cadeia e a morte. 

Glória, foi símbolo na luta antirracista antes mesmo desse termo ser utilizado no país. Foi “pé na porta” ou “tapa na cara” para que homens e principalmente mulheres negras, sonhassem e acreditassem que seria possível outro caminho, outra trajetória que não fosse aquela, projetada aos demais de mesma cor. A carreira de Glória Maria foi pioneira no jornalismo, abriram portas para muitas outras(os) jornalistas negras e negros, na comunicação. 

Uma referência sem precedentes e sem limites, um exemplo de resistência e luta, mesmo que pouquíssimas vezes tenha empunhado bandeiras e pautas exclusivas do movimento negro. Foi-se o corpo físico, mas a “entidade” Glória Maria, encantada na terra, é eterna. 

Muito obrigado!

Israel Moreira é Cientista Social e Radialista. Pós-Graduado em Comunicação e Mídia pela Universidade Paulista.

Israel Moreira é Cientista Social e Radialista. Pós-Graduado em Comunicação e Mídia pela Universidade Paulista.

About Post Author

Eddie Junior

Radialista à 20 anos na Região Metropolitana de Campinas , Jornalista
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

About Post Author

By Eddie Junior

Radialista à 20 anos na Região Metropolitana de Campinas , Jornalista