Pular para a barra de ferramentas
Ancestralidade FEMINISMO NEGRO 

Tereza de Benguela_ A Rainha Tereza

 Liderança altiva, estratégica e potente. Quem era essa mulher negra? Tereza de Benguela foi uma mulher negra relegada por muitos anos ao espaço de apagamento. Por meio da luta do movimento de mulheres negras brasileiras e do registro imaterial fornecido pela tradição oral, o famoso “passado de geração em geração”, a história dessa personalidade, importante na construção do país e na trajetória dos movimentos negros pela libertação de seu povo, ficou em evidência. Apesar da tentativa de impor o silenciamento e o epistemicídio contra as estratégias e a própria vida…

Leia Mais
Ancestralidade Artigos Cultura 

25 de Julho dia Internacional da Mulher Negra Latino – Americana e Caribenha

Através de um sorriso ou de uma lágrima podemos nos abraçar neste dia , quem sabe por uma esperança de conquistas e até mesmo de muitas vitórias ,podemos pelo menos no dia 25 de Julho celebrar essa data em todos os cantos das Américas poderia terminar essa frase com um ponto de interrogação. Pois quando falamos em mulheres negras remetemos ao continente mãe que é o Africano onde temos uma cultura diferenciada da que vivenciamos nas Américas , sem falar do patriarcado que é completamente diferente do Mulherismo Afrikana. Talvez…

Leia Mais
Ancestralidade FEMINISMO NEGRO 

ZEFERINA _ RAINHA MOCAMBEIRA: Diáspora africana e o Quilombo Urubu

Década de 1820, nos subúrbios de Salvador- BA. Como recomendação peço que antes de entrar nessa história ancestral, coloque a música da Mc Tha, Rito de Passá ao fundo…. “Abram os caminhos Abram os caminhos Abram os caminhos Abram-se os caminhos A flecha atirei Onde caiu guardei O céu relampiou A chuva vai chegar Meu corpo foi ao chão Na palha pra curar Lavei a alma então” […]          Foi uma mulher negra, guerreira e no registro do saber popular por meio da tradição oral, o famoso “boca-a- boca”, seus…

Leia Mais
Ancestralidade Cultura FEMINISMO NEGRO 

DANDARA

DANDARA LÍDER QUILOMBOLA  DOS PALMARES Para além de esposa de Zumbi dos palmares, quem foi a líder do maior mocambo das Américas? Dandara dos Palmares como ficou conhecida, chegou ainda pequena no Quilombo dos Palmares estabelecido na Serra da Barriga, na capitania de Pernambuco, onde atualmente é o estado de Alagoas. Ela foi uma mulher negra brasileira, estrategista de guerra, capoeirista e líder em uma das maiores potências pretas brasileiras e junto com Zumbi dos Palmares teve três filhos. Dandara tinha articulações genuínas dentro da comunidade quilombola, atuava na plantação…

Leia Mais
Ancestralidade FEMINISMO NEGRO 

Marianna Crioula

“Morrer sim, se entregar jamais!” Foi uma mulher negra costureira, escravizada que viveu nas terras cariocas, mucama que fazia companhia a Francisca Xavier, apoiadora do sistema escravocrata e senhora das fazendas cafeeiras Maravilha e Freguesia, parte do distrito da Vila de Vassouras, região do Vale do Paraíba, no Rio de Janeiro. Naquele período as mulheres negras nascidas no Brasil eram chamadas de crioulas, motivo pelo qual surge o sobrenome de Mariana.  Sua história começa a ser narrada pela participação em uma das maiores revoltas fluminenses ao lado de Manuel Congo…

Leia Mais
Ancestralidade Cultura Música 

Eu sou o Samba

Uma das maiores contribuição para a cultura brasileira o Samba, não se define apenas como substantivo masculino flexão do verbo sambar na 3ª pessoa do singular do presente do indicativo, e 2ª pessoa do singular do imperativo afirmativo , pois vai muito além do que possa imaginar. Na música de José Flores de Jesus o Zé Keti (1921/1999)composta em 1952  , A Voz do Morro deixa bem claro que além de melodia o samba é uma exaltação mais muito além de tudo é uma das formas de protestar e reivindicar…

Leia Mais
Ancestralidade FEMINISMO NEGRO 

Aqualtune – O espírito guerreiro guiando os caminhos de Palmares

No final do século XVI o Reino do Congo passava por grandes conflitos entres as comunidades negras existentes de Angola e do Congo, guerras estas financiadas pelos colonizadores portugueses. Não é de hoje que a branquitude utiliza-se da estratégia de colocar ou aproveitar-se de disputas entre o povo preto para benefício de si próprio, no caso do Reino do Congo, para proveito do sistema escravocrata. Aqualtune foi uma princesa africana, seu pai era o rei do Congo. Numa das disputas entre os povos africanos eles foram derrotados, a liderança de…

Leia Mais
Ancestralidade Cultura FEMINISMO NEGRO 

Anastácia – A Santa Milagrosa e inspiração para a resistência preta

A história de Anastácia é acompanhada pelas mazelas e descasos cometidos pelo período escravocrata, a ausência de documentos que atestem a sua passagem pelas terras brasileiras ou até mesmo que registre sua vida e seus feitos durante o século XVIII, dificultam que ela seja conhecida. Entretanto existe uma produção imaterial, cercada pela lenda e pela narrativa oral, constituindo parte significativa da cultura popular.  A invasão dos  colonizadores europeus no Brasil data de 1500, tendo  como uma proposta cobiçada e frutífera para os homens brancos a  instauração em solo brasileiro do…

Leia Mais
Ancestralidade FEMINISMO NEGRO 

Luísa Mahin _ A princesa africana e uma líder da Revolta dos Malês

A princesa africana e uma líder da Revolta dos Malês Luísa Mahin  foi uma mulher negra, quitandeira e como costumava afirmar uma princesa africana que antes pertencia a região de Mahí, no Daomé, onde atualmente fica Benin, apesar de muitos estudiosos e historiadores acreditarem que ela tenha nascido em Salvador.    Um dos indícios apontam que pela grande articulação e astúcia ela e outras quitandeiras, empreendedoras negras conseguiram ajudar e potencializar inúmeras revoltas, levando como título a liderança de uma das maiores e conhecidas revoltas já ocorridas no Brasil, o Levante…

Leia Mais
Ancestralidade Educação 

Jornada em Defesa do Direito à História da Gente Negra 16 Horas de Conteúdo sobre a População Negra no Brasil e na África e na Diáspora

A luta pela liberdade acompanhou todo o período da escravidão. As fugas, a formação dos quilombos e a rebeliões expressam algumas das múltiplas formas da resistência negra. No entanto, no final dos anos 1860, o Brasil encontrava-se isolado no panorama internacional como nação escravista. A saída  conservadora materializou-se pela  tentativa da abolição gradual por meio da Lei   do Ventre Livre (1871)  e  da Lei dos Sexagenários ( 1885).  Com efeito, a partir de 1880, o movimento abolicionista adquire forma, recrutando diversos grupos sociais  de tendências igualmente diversificadas. Assim, quando…

Leia Mais