qua. abr 10th, 2024
0 0
Read Time2 Minute, 33 Second

Programação acontece de 20 à 27 de março, em 14 unidades do Sesc São Paulo

Do Yorubá, “ojú” significa “olho” e o cinema se inicia pelo olhar, sensibilizado pela luz da projeção.

Com uma curadoria coletiva, realizada entre profissionais de todas as unidades do Sesc envolvidas, a OJU insere em seu quadro uma curadoria convidada a cada edição. Em 2024, Viviane Pistache, roteirista e pesquisadora do cinema, trabalhou ao lado dos curadores do Sesc, na seleção de títulos. Para Viviane, participar dessa curadoria foi “uma oportunidade tanto de conhecer uma nova safra de filmes e realizadores que celebram a negritude em sua potência ancestral, quanto de celebrar a carreira de uma genialidade negra já consagrada; revisitando a história e gestando futuros. Esta terceira edição da mostra reúne produções que celebram a vida e obra de uma constelação que reluz negritude, dissipando as trevas do racismo no imaginário brasileiro”.

Dentre os 25 filmes da programação, estão Othelo, O Grande, de Lucas H. Rossi dos Santos; Levante, de Lillah Halla; Nosso Sonho, de Eduardo Albergaria, e O Dia Em Que Te Conheci, de André Novais; Mussum: O Filmis, de Silvio Guindane; Lupicínio Rodrigues: Confissões de Um Sofredor, de Alfredo Manevy e Black Rio, Black Power, de Emilio Domingos, além do documentário Chic Show, de Emilio Domingos. A mostra ainda apresenta 14 curtas-metragens de diversos Estados brasileiros, que comprovam que a produção audiovisual negra é pujante e descentralizada do eixo Rio-São Paulo.

Nesta edição, a OJU se amplia e se alia à música para celebrar a diversidade em eventos gratuitos, como os shows das noites dançantes: Baile: Nas Noites Black de São Carlos, no Sesc São Carlos, o Baile Nosso Sonho com DJ Uirá, no Sesc Vila Mariana, e o Baile Black com Nelson Triunfo & Funk & Cia, no Sesc Interlagos. Além do pocket show de Jaqueline Cardoso, interpretando e apresentando canções de Dolores Duran, no Sesc São José do Rio Preto.

Também estão previstos encontros para debater as obras e o próprio fazer cinematográficos, como o bate papo e performance da artista Midria, com Elisandra Pereira e Eris Maria, no Sesc Birigui e a Roda de Conversa Narrativas e Corporeidades Negras no Audiovisual, com Chica Andrade, Tamirys Ohanna e mediação de Petyta Reis, no Sesc Santos. E ainda o público poderá fazer suas próprias criações com a Oficina Arquivo no Cinema com Caio Franco, no Sesc 24 de maio e a oficina Arte cinematográfica em papel: oficina de criação de cartazes com Joel Melo, no Sesc Belenzinho.

Para celebrar essa edição nesta quinta – feira dia 14 de março às 10:30 no Cine Sesc – Rua Augusta, N 2075 –  Cerqueira César – São Paulo, acontece um bate papo com as curadoras externas das duas últimas edições, Viviane Pistache e Carol Rodrigues e toda equipe , curatorial so Sesc dessa edição, além da exibição do filme Rumo, vencedor do Festival de Brasília de 2022, e conversa com o cineasta Bruno Victor, diretor do documentário.

Confira toda a programação no link – 

https://www.sescsp.org.br/projetos/oju-roda-sesc-de-cinemas-negros/

About Post Author

Eddie Junior

Radialista à 20 anos na Região Metropolitana de Campinas , Jornalista
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

About Post Author

By Eddie Junior

Radialista à 20 anos na Região Metropolitana de Campinas , Jornalista