Idosos fazem consumo abusivo de álcool

12 de novembro de 2021

 O vício que afeta uma em cada dez pessoas com mais de 60 anos está relacionado ao envelhecimento da população, segundo pesquisa.

 

Uma pesquisa recente, fundamentada numa tese de doutorado, realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), analisando o envelhecimento populacional, aponta que 3,1 milhões de idosos, pessoas com mais de 60 anos de idade, no Brasil, fazem uso abusivo do consumo de álcool. 

Uma projeção dos pesquisadores, cerca de 2 milhões de idosos (6,7%) de uma única vez, consomem várias doses, caracterizando desta forma consumo abusivo podendo comprometer a saúde destes indivíduos.

 A pesquisa apontou que este aumento está relacionado a fatores sociodemográficos, comportamentais e de condições de saúde associados aos diferentes padrões no consumo de álcool.  Na região Sudeste e, na atenção primária comparada à população idosa em geral, apresentaram maiores números de idosos bebedores.  

Nas duas populações estudadas, os homens afirmaram maior quantidade no consumo de álcool, assim como os mais jovens e aqueles com maior escolaridade. 

Numa tentativa de  barrar o consumo entre os idosos, a proposta de Intervenção Breve elaborou um protocolo para testar a efetividade da intervenção por meio da atenção primária, administrada pelos agentes de saúde; apenas 6% dos participantes da pesquisa recusaram a proposta e 80% deles aderiram à proposta. 

De acordo com pesquisadores, intervenções breves são eficazes na redução do consumo de álcool entre adultos mais velhos, só resta saber se as mesmas terão resultados positivos ao serem apresentadas na rede primária através dos agentes de saúde. 

Outro dado apontado pelo estudo é que os idosos que consomem bebidas alcoólicas merecem um pouco mais de atenção porque geralmente, possuem outros problemas de saúde e fazem uso de medicação, causando ainda mais danos à saúde. 

Para a autora do estudo, Tassiane de Paula,”é fundamental entender essa problemática para propor estratégias para redução do consumo de álcool entre os idosos,”  A principal proposta da pesquisa é avaliar os padrões de consumos de álcool da população idosa no Brasil e na atenção primária e, propor uma intervenção breve e barata para diminuir esse consumo.