IMPRENSA PRETA

COMUNICAÇÃO DIVERSIDADE E INFORMAÇÃO

Prevenção ao Câncer de Colo Retal

Março é destinado a prevenção do segundo tipo de Câncer mais frequente entre os brasileiros

Durante o mês de março, a despeito de estarmos em meio a uma avalanche de casos da Covid-19, diversas atividades chamam  atenção para a prevenção para o segundo tipo de câncer mais comum entre os brasileiros, o Câncer de Colo retal. 

Em 2021 serão 40.990 novos casos da doença no país, segundo estimativas.  Em sua maioria o câncer de colorretal  se desenvolve a partir do crescimento de pólipos assintomáticos e por isso, exames de rastreamento (colonoscopia), permite a identificação de sinais suspeitos, remoção dos pólipos cancerígenos e o diagnóstico precoce.

Geralmente, este tipo de câncer não apresenta manifestação clínica, mas pode causar sintomas como diarreia, constipação, sensação de que o intestino não foi totalmente esvaziado, presença de sangue nas fezes, dor abdominal como cólicas,sensação de inchaço abdominal, cansaço e fadiga além de perda de peso sem motivo aparente bem como, podendo causar sangramento no trato digestivo. 

Em algumas pessoas, o câncer colorretal pode aumentar o tamanho do fígado visível no exame físico, icterícia ou dificuldade para respirar devido à proliferação da doença para os pulmões. 

Estudos realizados por pesquisadores, repórteres, associações, secretários de saúde entre outros, no Radar do Câncer, apontam os impactos da pandemia na saúde dos pacientes provocando cancelamentos e suspensões de tratamentos e consultas.   

Se você tem 50 anos ou mais de 40 com histórico familiar, fale sobre o assunto com seu médico e faça exames periódicos. 

About Post Author