Elementor #1594

1 de outubro de 2020

Cuidados com o coração

Importância dos cuidados com o órgão marca o dia Internacional do Coração, em 29 de Setembro.

Com o objetivo de incentivar e alertar a população sobre manter a saúde do coração através de práticas saudáveis foi comemorado neste dia 29, setembro, o dia Internacional do Coração.  Vale lembrar que para manter a boa saúde é importante combinar práticas de exercícios físicos a uma alimentação rica em frutas, legumes e vegetais. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma alimentação balanceada seguida de baixo consumo de sódio (sal) e açúcar, além de acompanhamento médico e nutricional ajudam no combate às principais doenças que afetam o coração.

Diabetes, hipertensão, tabagismo, estresse, ansiedade, tireoide, colesterol alto e histórico familiar também são alguns dos fatores de risco que comprometem a saúde do órgão.   

Numa tentativa de orientar e ajudar a população, o Ministério da Saúde e o Instituto do Coração (Incor) formularam a Dieta Cardioprotetora Brasileira, onde o cidadão pode se nortear quanto ao consumo adequado dos alimentos.  A cartilha trás os alimentos separados em categorias conforme as cores da bandeira nacional, em que a cor verde representa os alimentos que podem ser consumidos em maior quantidade, os de cor amarela com moderação; os de cor azul, em menor quantidade  e mesmo não tendo a cor vermelha em nossa bandeira, os alimentos no segmento de mesma cor, nunca devem ser consumidos. 

Dados recentes mostram que as mulheres devido ao estilo de vida estressante a que estão submetidas e a falta de prevenção têm adoecido cada vez mais do coração.  As doenças cardiovasculares ultrapassaram o câncer de mama, útero e ovário tornando-se  a principal causa de morte entre elas.   De cada 10 vítimas fatais, 4 são mulheres em todo o país; 50 anos atrás este número não chegava a 10%, para se ter uma ideia.

Conforme cardiologistas, um enfarte, por exemplo, é muito mais difícil de ser diagnosticado na mulher que no homem que sente fortes dores no peito, já as mulheres, possuem sintomas atípicos o que dificulta o diagnóstico.   Vale ressaltar a importância da realização de exames cardiológicos regularmente. Além de cuidar da saúde emocional, cuide também da saúde física do seu coração, fale com seu médico.