Pular para a barra de ferramentas
Noticias Saúde & Bem Estar 

Vacinação Contra a Influenza segue até 24 de julho

0 0
Read Time1 Minute, 42 Second

Grupos prioritários devem procurar o posto de saúde mais próximo para receber a vacina

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza foi prorrogada até o dia 24 de julho, a medida foi tomada devido a baixa procura pela imunização dos chamados grupos de risco da doença, formado por idosos, gestantes, puérperas e crianças com idade até seis anos. A meta do estado era vacinar 90% das pessoas desse grupo, mas o índice não foi atingido.  Visando imunizar estes grupos contra gripes e resfriados, a vacinação tem como objetivo manter as boas práticas para controle e prevenção da Covid-19. 

Grávidas, mulheres com até 45 dias depois do parto, crianças de 6 meses à 5 anos e 11 meses , pessoas com idade entre 55 e 59 anos, doentes crônicos e demais grupos devem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para receber a dose da vacina.  Em tempos de pandemia, durante a vacinação o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), não deve compartilhar canetas, lápis, papéis, chaves de banheiros entre outros itens, reforçar o uso de álcool em gel 70% e obedecer as regras de distanciamento. 

Pessoas com tosse, dor de garganta, dificuldade para respirar, com ou sem tosse, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não devem tomar a vacina contra a influenza. 

Ainda segundo a Secretaria de Saúde, as pessoas devem escolher o Centro de Saúde de sua preferência ou o de fácil acesso.

 No site www.saude.campinas.sp.gov.br/saude é possível conferir dias, horários e endereços, além dos números de telefones dos postos para mais informações sobre vacinação. 

Com o inverno e as baixas temperaturas, o risco de pegar uma gripe ou resfriado aumenta consideravelmente, daí a importância de tomar a vacina contra a influenza.

Conforme o Departamento de Vigilância em Saúde do município, a dose da vacina pode ser administrada com outra medicação seja remédio ou outra vacina.   

A vacina é constituída por vírus inativos, fracionados e purificados, portanto, não contém vírus vivo e não causam a doença.   

About Post Author

Ana Paula Mendes

Ana Paula Mendes é Jornalista e Fotografa Profissional
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Related posts

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Comment