Pular para a barra de ferramentas
Saúde & Bem Estar 

Cresce Casos de Dengue Campinas também está em alerta

0 0
Read Time2 Minute, 7 Second
possível foco do mosquito da dengue

 De 1º de Janeiro a 20 de Março, Secretaria de Saúde registrou 703 casos da doença

Seja no boteco da ou nas redes sociais o assunto do momento é o CONVID-19. Sua expansão e contágio além, das tensões, tem assombrado muitos brasileiros e, porque não dizer que nas últimas semanas o coronavírus,  têm assombrado o planeta em que vivemos.

O sinal de alerta foi ligado dada a rapidez da disseminação do vírus e o número de mortos em diversos continentes, inclusive, na América do Sul que além desta nova doença, corre paralelamente  no combate à outra enfermidade bem conhecida por aqui, a Dengue.

Segundo o Ministério da Saúde, nas primeiras 10 semanas deste ano, 77 pessoas morreram por causa da doença em todo o país. Só no Estado de São Paulo, 105.569 pessoas foram infectadas pelo mosquito Aedes aegypti e de acordo com especialistas, 80% dos criadouros do mosquito estão dentro das residências. 

No final de Março, a Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, divulgou alerta para transmissão da Dengue nos bairros Jardim Rosália, Vila Réggio, Portelinha, Vila Boa Vista, Núcleo Residencial Gênesis, Jardim Nilópolis, Parque Anhumas ( Cafezinho), Jardim Novo Flamboyant, Jardim Flamboyant, Parque Oziel, DIC  I, Parque Dom Pedro e Jardim Roseiras. Até o dia 20 do mesmo mês, o município já tinha 703 casos confirmados da doença.

As regiões Norte e Noroeste  foram as que mais tiveram registros confirmados de Dengue , 182 casos em cada uma.  No Sudoeste da cidade foram 143 casos, na região Leste, 105 e na região Sul, 80.  

Como não existe vacina para a Dengue, a melhor forma de prevenção da doença, segundo especialistas, é a limpeza semanal pelos moradores de ambientes e de ítens que possam se tornar focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti. Manter fechadas e limpas as caixas d’água, não jogar lixo em terrenos ou calçadas, armazenar de cabeça para baixo, garrafas e outros utensílios que possam conter água parada, cuidar de vasos e plantas, principalmente,  as bromélias que armazenam água em seus interiores. Por outro lado, o poder público deve fazer a limpeza da cidade, recolhendo o lixo para evitar o surgimento de novos criadouros do mosquito. Febre alta (entre 39º e 40º C), dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor no corpo, cansaço extremo e vômitos são alguns dos sintomas da doença. 

foco do mosquito da dengue

O combate a dengue é dever de todos os munícipes  e, cada cidadão deve fazer sua parte

About Post Author

Ana Paula Mendes

Ana Paula Mendes é Jornalista e Fotografa Profissional
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Related posts

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Leave a Comment