Pular para a barra de ferramentas

Feminismo Negro versus Mulherismo Africana

Eddie Junior
Read Time2 Minute, 51 Second

Capítulo final – Feminismo Negro

Alice Walker

Feminismo Negro

No Feminismo a luta é pela igualdade de tratamento entre gêneros em termos de direitos sociais, políticos e econômicos .Apesar do fato de ter havido um imenso progresso para as mulheres sob essa ideologia, efetivamente foi sustentada pelo pensamento da supremacia branca e não incluíram as mulheres negras, não tinha uma abordagem interseccional e racial, não pautando, dessa forma, a dupla discriminação que as mulheres negras passam, tanto de gênero quanto de raça. Como disse Alice Walker (romancista americana, contadora, poetisa e ativista social. Em 1982 ela escreveu o romance A cor Púrpura (the Color Purple) ,pelo qual ganhou o National Book Award por ficção de capa dura, eu Pulitzer Prize for Fiction.
“O feminismo é para o feminismo como o roxo é para a lavanda”, um empalidece em comparação com o outro. Cleonora Hudson-Weems sustenta que o feminismo, por si só, não considera as realidades intersetoriais da vida das mulheres africanas, solidificando sua posição como “a outra”.
Considerando os dias atuais e o surgimento de grandes lideranças negras femininas, que se destacam em muitas bandeiras e pautas de luta, que atendem as particularidades da mulher negra, podemos dizer também que vem crescendo o desejo da própria mulher negra em ocupar os espaços em associações e entidades classistas.


Como diria a americana Patricia Hill Collins Renomada Professora
Universitária, Doutora em Sociologia pela Universidade de Maryland , College Park. Ela também é a ex-chefe do Departamento de estudos afro-americanos na Universidade de Cincinnati , ex-presidente do conselho da Associação Americana de Sociologia , foi ainda à 100° presidente da ASA , e a primeira mulher afro – americana a ocupar o cargo.
“Feminismo Negro nasce na vida cotidiana, não é ideologia.”
Ela completa dizendo – “Às vezes, mulheres negras não querem ser identificadas como feministas negras” porque a ideologia que vem do feminismo branco o apresenta como inapropriado ou não generalizável.

Patricia Hill Collins

Assim, “elas sofrem discriminações e desigualdades particulares”
O feminismo negro é a designação utilizada para nomear o movimento de mulheres atuantes tanto na esfera da discussão de gênero quanto na luta antirracista. Trata-se de um movimento político e teórico que visa a mudança social e compreende que o sexismo, a opressão de classes, a identidade de gênero e o racismo estão ligados.
Como podemos ver as duas teorias não dialogam, ao contrário do que muitos pensam, não existe um debate de embates, existe sim algumas diferenças em suas práticas.
O forte contraste entre os diferentes tipos de feminismo e o mulherismo africana tem a ver com o fato de que o feminismo se concentra nas mulheres e no seu empoderamento; o mulherismo africana, por outro lado, é uma agenda de empoderamento racial centrada na família. Essa ideologia é baseada em dezoito pilares essenciais: auto-nomeação, autodefinição,centralização na família, harmonia com os homens, plenitude, flexibilidade
de papéis, adaptabilidade, autenticidade, irmandade genuína,
compatibilidade masculina, reconhecimento, ambição, nutrição (no sentido de cuidar de alguém), força, respeito, respeito aos idosos, maternidade e espiritualidade.

O que você achou, aliás, você é Feminismo Negro ou é Mulherismo
Africana? Fica este tema em aberto para dialogarmos sobre ele.

Por isso resolvemos trazer uma luz a esse debate e deixar para você o questionamento.
Nós optamos em desvendar e expor a você tudo sobre as duas ideologias, deixando – lhe apenas a decisão. Entre os dois lados da mesma moeda, qual seria o seu? Feminismo Negro ou Mulherismo Africana.

1 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

MEDITAÇÃO, ESPIRITUALIDADE E MATURIDADE ESPIRITUAL

A partir deste sábado dia 7 de Março de 2020 , Antonio Macerlo Campos passa a colaborar escrevendo para o Imprensapreta.com sobre espiritualidade.

Subscribe US Now