18 de maio de 2022

IMPRENSA PRETA

COMUNICAÇÃO DIVERSIDADE E INFORMAÇÃO

Orquestra Sinfônica de Campinas recebe Criolo e Nelson Sargento

Concha Acústica do Taquaral será palco de um encontro histórico.

Essa pode ser uma oportunidade única, para todos amantes da boa música , e não poderíamos esquecer de forma alguma o quanto épico será para a cidade de Campinas e sua população. Em todos os contextos ,essa inusitada parceria entre o rapper Criolo e o lendário sambista Nelson Sargento, e a Sinfônica de de Campinas é talvez um dos melhores eventos gratuítos do ano. O evento é comemorativa ao  Mês da Consciência Negra , mais com certeza é uma unanimidade.

Nelson Sargento

Lenda viva do samba, Nelson Sargento, com 95 anos de idade, esbanja musicalidade. Carioca, compositor, cantor, escritor, pintor, músico, ator, artista plástico e pesquisador, conviveu com Cartola e aprendeu a tocar violão com Nelson Cavaquinho no Morro da Mangueira. Seu maior sucesso, “Agoniza Mas Não Morre”, foi lançado em 1978 por Beth Carvalho e tornou-se um hino de resistência da cultura do samba carioca. Outros sambas de sucesso são “Idioma Esquisito”, “Falso Amor Sincero”, “Vai Dizer a Ela” (com Carlos Marreta), “Nas Asas da Canção” (com Dona Ivone Lara) se tornaram clássicos da cultura brasileira.

Criolo


O MC, cantor e compositor Criolo iniciou sua carreira em 1989. Paulistano e criado no Grajaú, Kleber Gomes, o Criolo, escreveu seu primeiro Rap aos 11 anos e a primeira canção aos 25. Em 2011 despontou no cenário musical brasileiro com “Nó na Orelha”, um dos álbuns mais comentados da última década. Em 2014, após turnês internacionais, Criolo lança “Convoque seu Buda”, com produção musical de seus parceiros de longa data Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral. No ano passado, lançou seu 1° disco totalmente dedicado ao samba, “Espiral de Ilusão”.

Sob a batuta do maestro Eder Paolozzi, da Orquestra Sinfônica Cesgranrio, serão revisitados clássicos da música brasileira, “Folhas Secas” (Nelson Cavaquinho e G. Brito), “Falso amor sincero”, “Sinfonia imortal” e “Samba agoniza, mas não morre (Nelson Sargento), “Alvorada” (Cartola e Carlos Cachaça),  “Espiral de Ilusão”, “Nas Águas”  (Criolo), “Chão de Esmeraldas” (Chico Buarque), “Piano na Mangueira (Chico Buarque e Tom Jobim), “O Mundo é um moinho” (Cartola), “Exaltação à Mangueira” (Éneas Brittes da Silva e Aloísio Augusto da Costa), entre outros.

Serviço
Orquestra Sinfônica de Campinas recebe Criolo e Nelson Sargento.
Quando: 3 de novembro, domingo, às 18h
Onde: Concha Acústica, Parque Taquaral.
Entrada  gratuita
Doação não obrigatória de 1 Kg de alimento não perecível para o Banco de Alimentos  Campinas.